Quanto vale?

Eliane Santana (Elyninphadora)
2 min readJul 6, 2021

Pois é, meu caros amigas e amigos!
Quanto vale um #opentowork?
Vale um desejo de mudança ou vale uma semana de internação devido à Covid 19?
Ouvir as histórias de pessoas cuja vida foi transformada de alguma forma por conta dessa nossa necessidade imposta por “ganhar a vida” é diferente do que passar uma semana deitado numa cama de hospital recebendo sim o carinho e as vibrações positivas e amorosas daqueles que nos amam, mas sem perspectiva de futuro porque o “ganhar a vida” tem sido mais importante do que a própria vida.
Estava eu na escola, cuidando desse pedacinho de dignidade que me resta, quando ela veio — com protocolo e tudo — e simplesmente, me arrebatou para a dor, para a febre, para um cateter de oxigênio por uma semana.
Que pude eu fazer se não chorar e lutar, dia após dia, pela minha pequenina dignidade? Sim, porque a verdade, nua e crua é que o seu patrão não se importa. Se você não estiver, outro estará… E a vida segue!
Mas, e você? Importa para você estar lá seja para trabalhar, para conviver ou simplesmente ser?
De verdade, com os olhos lacrimejando aqui e agora, a camisa que vou vestir é só a minha. E isso não é ser egoísta, é cuidar da minha dignidade, porque por mais que eu tenha conseguido voltar para casa, não posso deixar de pensar que neste exato momento, outra dignidade tomou meu lugar na luta pelo seu único pedacinho de humanidade: o oxigênio ao seu redor.
Eu desejo que jamais lhe falte oxigênio nos pulmões, mas acima de tudo, desejo que jamais lhe falte entendimento da sua própria dignidade e o quanto nada — nada! — vale mais do que esse pedacinho invisível dentro de você chamado Vida!

--

--